quinta-feira, 30 de julho de 2009

Olhos



Olhos !
Permitem detectar a luz e transformar essa percepção em impulsos elétricos.
Meus olhos...Minha alma. Sempre só, ela chora e ora por um sorriso.
Não é poesia ainda, é saudade. Como as pétalas de uma flor , a vida desabrocha em versos e os olhos admiram a viva poesia . Momentos perfumados, brilham orvalhados
pelas lagrimas da saudade de tempos passados. (*.*)

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Sono



Sono é uma necessidade da alma,não do corpo.
Durante o tempo que estamos acordados, nossa alma batalha contra a consciência do corpo de querer receber somente para si mesmo. A alma está sempre ligada à essência da luz do criador .A batalha contra a consciência egoística do corpo é muito desgastante . No fim do dia a alma está exausta. Durante o sono ela sobe aos mundos superiores e se reabastece de energia positiva para continuar sua luta no dia seguinte. O sono e os sonhos são alimentação de nossa alma, por isso dormir é tão fundamental. Os sonhos são mensagens que recebemos . Se tivermos alguma dúvida na vida sobre o caminho a tomar, podemos fazer uma pergunta antes de dormir e, se tivermos o mérito receberemos a resposta na forma de um sonho. (*.*)

sábado, 25 de julho de 2009

Inspiração



Pego a caneta nada acontece...
A inspiração se vai , nada sai !
fico pensativo, até apreensivo
sinto enorme dolência !
Procuro dentro do coração uma explicação.
Quem sabe... Não ... Não mais insistir, desisti...
Pausei a caneta quem sabe amanhã...Talvez.
Volto, Minha alma expandiu-se e senti-me ligado
a natureza me entrego a meditação, senti uma brisa,
escutei ainda os pássaros . Então o sol se levantou
por tras dos prédios e com suas auréolas douradas,
contemplei tão grande beleza e me perguntei:
Porque o homem deve destruir o que a natureza
construiu ? (*.*)

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Perfume



Procuro em todos os lugares aquele perfume gostoso!
Pergunto me onde estara? Precdiso encontrar é especial !
Tem cheiro de flores do campo, refresca como a brisa da manhã !
também é selvagem, forte... Que toma conta e invade!
Que traga em seu rastro a magia do tempo perdido, assim
como os suspiros , um perfume marcado, inigualável e subline.
Se você quer este perfume, primeiro tem que ser sensivél
porque é exalando de um lugar distante , so uma alma de
poeta pode trazê lo até você ... (*.*)

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Sabedoria



Diz a sabedoria indígina que quando não cumprimos o que prometemos,
o fio de nossa ação, que deveria estar concluída e amarrada em algum
lugar, fica solto ao nosso lado.
Com o passar do tempo,os fios soltos enrolam se em nossos pés,
tornando nos apeados e impedindo que caminhemos livremente.
Ficamos amarrados as nossas próprias palavras.
Por isso nativos têm o custume de por as palavras a andar,
que significa agir de acordo com o que se fala.Isso conduz a
integridade entre o pensar,o sentir e o agir no mundo (*.*)

O dia



Faça deste o melhor dos dias não o desperdice.
O dia, como tudo o mais acompanha o que você pensa.
Logo cedo, tenha simpatia pelo dia e deseje que ele
seja o melhor de todos.
Isso atrai para você positivamente, esperança e
poder de ação que nem sentirá as dificuldades.
Hoje mais que nunca resista as idéias tristes,
lute contra o mal e sinta o significado dos instantes
que passam, com a mente elavada, você se torna feliz sem notar.
O dia deve seguir o seu pensamento.
Meus amigos queridos, amigos do coração um dia bem harmonioso
com grande realizações a todos vocês. Muita paz (*.*)

sábado, 11 de julho de 2009

Companheira


Onde estás alma companheira?
Porque não sinto teu cheiro ao viajar nos túneis do tempo
e da memória não a sinto mais...
Não tenho lembranças.
Não vejo o passado não diviso o futuro.
Os horizontes do meu presente são tão pequenos.
São sonhos sem memórias, somente as almas se entendem
no silêncio. Mesmo no breu de minha memória.
Porque não os vejo ?
Alma amiga. (*.*)

quinta-feira, 9 de julho de 2009




Eu vou subir para o céu,
Aqui na terra não da para encarar tantas norbidas
Batalhas que não param de matar.
Pois eu sei que além do céu azul é meu destino meu lugar
E quando o dia brilhar saberá o verdadeiro amor.
Mas enquanto a carruagem não chega, ficarei aqui.
Quem quiser pode vir é só acreditar no amor.
E quando o fim do grande dia chegar, brilhará o novo sol
Para sempre. É vou de carruagem e lá vou morar
Para sempre e viver eternamente.
Vou subir para o céu e viver eternamente... (*.*)

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Beleza


A verdadeira beleza é a do espírito que se irradia pelo semblante, iluminando os olhos, adoçando os gestos, modulando a voz.
A verdadeira beleza resiste ao tempo, ao passar dos anos e se expressa na meiguice do olhar, na serenidade da face, no carinho dos gestos.
A verdadeira beleza é imortal.

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Reescrevendo

Bom como falar... Como escrever algo que nem mesmo sei se é real ou foi mais um de meus sonhos! Sonhos têm continuidade, me pergunto, pois esta noite tracei meus planos. No entanto devido à chuva fui forçado a mudar minha rotina, foi neste momento que veio a lembrança de um sonho ou de um momento vivenciado em minha casa numa tarde de verão, resolvi reescrever à (ESTORIA): O silêncio foi quebrado as crianças que emudeceram voltaram a gritar. Entendi que não seria somente um momento e sim uma comunhão com outras almas que por mágica lia meus pensamento Minhas lagrimas caíram ao ouvir o som novamente deque Le instrumento que volta a pairar ao ar e preencher todo ambiente, era belo como a de um anjo abençoado , embora triste , mais firme , pessoas se aproximando e enfim calaram-se ao som de sua guitarra velha, Mais afiada que seus acordes nos levavam a outros mundos. Foi uma manha que jamais esquecerei.

Sonhando

Andei sonhando acordado,
Imaginando coisas e ouvindo canções de outras vidas
Sonhando, no tempo, uma vida...
E sem perceber que nem por um instante,...
O que vivo o que quero, o que sinto, está em tudo que faço
Hoje ainda quero sonhar, que tudo é possível.
Hoje ainda quero tocar a réstia de esperança...
A gente acorda, mas passa o dia inteiro sonhando.
Com o sonho da noite. ... (*.*)