sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Ao cair da noite .

Quando a noite cai, a flor fecha as pétalas e dorme abraçada aos seus desejos. Quando rompe a madrugada descerra os lábios para receber o beijo do sol.
Estava ainda perdido nstes pensamentos quando vi duas sombras passarem por mim. Momentos depois, ouvi no meio do silêncio suspiros e uma voz suave que se misturava ao ardor do amor, a amargura da separação e a resignação. Disse apenas; até a vista, meu amor. Depois separaram se. Como compreender os segredos deste mundo estranho. Ouvi estas palavras , e vi as sair com as gotas de sangue daquelo coração ferido. Depois, não ouvi nem vi mais nada, e voltei à minha realidade, ACORDEI ! (*.*)

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Pensamento



Mesmo que não possamos resolver certos problemas, não devemos nos frustrar. Como humanos devemos enfrentar a morte, a velhice e doenças, que, tal qual um furacão, são fenômenos naturais que fogem ao nosso controle. Devemos enfrentá-los, não podemos evitá-los. São sofrimentos que já bastam em nossa vida. Por que criarmos mais problemas por apego à nossa ideologia ou porque pensamos de maneira diferente? É inútil e triste! Milhões de pessoas sofrem com esse tipo de problema. É um verdadeiro desperdício, visto que podemos evitar o sofrimento adotando uma atitude diferente e reconhecendo a humanidade à qual as ideologias deveriam servir.
( Dalai Lama )

sábado, 19 de setembro de 2009

Seguir o caminho


As folhas estão caindo por toda parte
É hora de seguir o meu caminho
Eu sou muito grato por essa estadia agradável
Mas agora é hora de ir, a lua do outono iluminara meu caminho
Pois agora eu sinto o cheiro da chuva e com ela a dor.
que está caminhando em minha direção
Às vezes estou tão cansado mas eu sei que tem
uma coisa que preciso fazer...
E agora é a hora, a hora é essa de cantar minha canção
Estou indo dar a volta ao mundo, Preciso encontrar meu caminho
Não tenho tempo para espalhar raízes
O tempo veio para logo ir embora
Vou perambular, cantar minha canção
Preciso continuar procurando...
(*.*)

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Momentos



Todos nos viveram momentos de alegria, de felicidade. Então, busquemos novamente esses momentos. Mesmo se forem apenas três ou quatro na sua existência, ou um apenas, procurem trazê-los frequentemente à memória, lembrem-se do lugar, das circunstâncias, das pessoas, e concentrem-se para lembrar os mesmos pensamentos, os mesmos sentimentos, as mesmas sensações.Pouco a pouco, terão a impressão de viver de novo esses estados com a mesma intensidade, como se os vivessem realmente naquele preciso instante.(*.*)

Voe

Voe, voe o mais alto que você puder, sem medo de cair, pois o medo é um peso infinito que dificulta a elevação da alma. Voe, voe confiante como a águia, sentindo o frescor do irmão Vento soprando no seu rosto, e o calor do irmão Sol aquecendo seu corpo. Voe, voe o mais alto que puder, sabendo que a pessoa que mais merece a sua confiança é você mesmo e, se você só está voando baixo, é porque está carregado demais por más vibrações que lhe impedem de decolar em busca de uma vida melhor.
Por isso, se quer mudanças, enfrente a si mesmo com as garras afiadas que a águia tem e usa tão bem. Garras que servem para caçar o seu sustento e que também servem para transmitir segurança aos seus ovos enquanto estão no ninho.Saiba usar seu olhar de águia, suas asas de águia, suas garras de águia, e viva melhor. Os maiores predadores das águias adultas são elas mesmas. (*.*)

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Estrelas



Você traz consigo estrelas que a vida concede. Estrelas de brilhar, estrelas de crescer, estrelas de encontrar o caminho do sonho que se persegue. Saber reconhecer as estrelas é o nosso destino. Porque há quem se encante com o brilho de estrelas que não são suas e se perde. Há quem deseje o brilho de outra mais distante e por isso passe quase todo o tempo como passageiro, a espera de um trem para lugar nenhum. Aceitar as estrelas que trazemos é o que faz a diferença entre o que queremos ser e o que verdadeiramente somos. Brilhar é acreditar na força que elas têm. E aí então, deixar que suas luzes se derramem alma a dentro. Que carregar as estrelas seja como conduzir um candeeiro para que, onde quer que se vá, possam todos perceber a claridade. Esse é o nosso desejo: uma felicidade intensa hospedada definitivamente em seu coração, como estrelas a iluminar os caminhos. (*.*)